"O importante e bonito do mundo é isso: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas,
mas que elas vão sempre mudando. Afinam e desafinam"

Guimarães Rosa

13 de jun de 2011

ESCOLHA VIVER

Germano Brites*
A nossa vida é feita de escolhas como já dizia o ilustríssimo Jean Paul Sartre. Seguindo a linha de raciocínio de Sartre, vemos que o homem está fadado a escolher e que o não escolher também é escolher; toda escolha acarreta conseqüências (nas quais residem os medos). Muitas vezes em nossas vidas não fazemos escolhas com medo de errar, pois então devemos considerar que todos os homens têm medo; não ter medo não é normal e isso nada tem a ver com a coragem.
Parafraseando Shakespeare "O maior erro que você pode cometer é o de ficar o tempo todo com medo de cometer algum.", pois acredito que errar é viver e errar é crescer, então não tenhamos medo de errar, pois nós enquanto homens buscamos nunca errar e isso é algo permitido somente para Deuses, porém, Ser homem é tender a ser Deus; ou, se preferirmos, o homem é fundamentalmente o desejo de ser Deus.
Então não tenhamos medo de errar e sim de não tomar atitudes; pois como crianças no escuro temos medo daquilo que é desconhecido; porém só se conhece o desconhecido acendendo a luz, ou seja, agindo. Somos livres, porém condenados a ser livres no sentido que somos obrigados a escolher; assim sendo, liberdade não é fazer o que se quer, mas querer fazer o que se faz.
Em inúmeros casos quando apresento este tipo de perspectiva, me falam que as escolhas de outras pessoas nos impedem de agir, acredito que isso pouco interfira na liberdade do homem. A partir de uma visão sartriana; o importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós; em outras palavras temos que escolher acerca das escolhas dos outros sobre nós. Levando em conta esse tipo de visão, percebo que não reagir é a pior forma de reagir.        
  
*Germano Brites é aluno do 4° ano do curso de Psicologia no Cesumar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário